Condição:
Tipo:
Marca:
Modelo:
Ano:
de
a
Pés:
de
a
Valor:
de
a
Região:
* Utilize somente os campos desejados.
NOTÍCIAS NÁUTICAS

Navio mais icônico do Greenpeace chega no Rio de Janeiro

O Rainbow Warrior (Guerreiro do Arco-Íris) chega ao Rio de Janeiro no dia 27 de abril, vindo de Montevidéu, no Uruguai. Ele ficará atracado no Pier Mauá e estará aberto ao público. Será uma grande oportunidade para a população conhecê-lo, sua tripulação, o Greenpeace e seus ativistas.

Quem for visitar o navio, poderá entrar na ponte de comando, conhecer a tripulação, conversar com o capitão Peter Wilcox, e conhecer de perto o dia a dia e funcionamento do mais famoso navio da Organização. As visitações vão acontecer nos dias 29 e 30 de abril e 1, 4, 5 e 6 de maio de 2017, sempre das 10h às 16h. A entrada é gratuita.

Sobre o Rainbow Warrior

Em 2009, o Greenpeace Internacional firmou um contrato com o estaleiro Fassmer, na Holanda, para a construção da terceira geração do Rainbow Warrior.  Com uma tecnologia de ponta, o navio é um veleiro que tem uma gama completa de equipamentos de segurança e ferramentas para ações de campanhas, como quatro embarcações infláveis, heliponto e uma plataforma de comunicações.

O barco foi construído principalmente para navegação usando energia eólica em lugar de combustíveis fósseis, com a opção de alterar para um motor de potência de propulsão a diesel-elétrica quando as condições climáticas forem inadequadas para uso do vento. A forma do casco foi projetada para maximizar a eficiência energética.

FICHA DO NAVIO

Bandeira: Holanda

Batismo: 14/10/2011

Tipo de barco: Veleiro motorizado com heliponto no convés

Classe: Germanischer Lloyd

Tripulação: 30 pessoas

Comprimento total: 57,92m

Largura (máx.): 11,30m

Calado (máx.): 5,12m

Calado aéreo: 54,25m

Peso: 872 toneladas

Propulsão: Velas, com motor de apoio

Equipamento de vela: 2 mastros em A, com 5 velas

Superfície total das velas: 1.260 metros quadrados

Máquinas: Caterpillar

Velocidade máxima: 15 nós

Autonomia: 4.500 milhas náuticas


Fonte: Redação - Foto: Divulgação Greenpeace

js