Condição:
Tipo:
Marca:
Modelo:
Ano:
de
a
Pés:
de
a
Valor:
de
a
Região:
* Utilize somente os campos desejados.
NOTÍCIAS NÁUTICAS

Kairós vence Classe C30 na Regata Volta à Ilha de forma heroica

Estreante na Classe C30 na temporada de 2021, a tripulação do Kairós, em plena ascensão, aguardava o momento de obter a primeira vitória. E veio de forma épica, com bravura e perseverança, justamente na regata mais desafiadora da Copa Mitsubishi de Vela Oceânica, a Volta à Ilha – Sir Peter Blake, iniciada no sábado e concluída neste domingo (21), após 19h25m30 de navegação.     

O Kairós foi o único C30 a cruzar a linha de chegada. A maior parte da flotilha, em todas as classes, desistiu devido à calmaria, sem que houvesse previsão para a entrada do vento. O Caballo Loco segue como líder da classe com apenas dois pontos de vantagem sobre o Kaikias Via Itália, seguido por Kairós. A Copa Mitsubishi – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, será decidida no próximo fim de semana (27 e 28/11).

Apesar do desgaste diante das exigências da regata, o comandante do Kairós, Alessandro Penido, expressou sua satisfação ao desembarcar no Yacht Club Ilhabela (YCI) na manhã de domingo. "Ficamos muito felizes por completarmos este desafio. Foi minha primeira Volta à Ilha. Embora eu já tenha participado de outras regatas longas e alguns tripulantes já tivessem corrido a prova, percorremos mais uma etapa importante para o amadurecimento e a consolidação da equipe".

"Foi uma disputa dura e cansativa devido à falta de vento em vários momentos. Foram mais de 19 horas de competição. A tripulação está de parabéns, pelo esforço,  perseverança, espírito colaborativo e bom ânimo a bordo. Foram valorosos. A lua cheia foi um espetáculo à parte realçando ainda mais a beleza de Ilhabela. Que experiência sensacional", exclamou Penido, com entusiasmo.

Vento zero 

Da mesma forma como a maioria dos barcos, a tripulação do Caballo Loco também optou por abandonar a prova. "Levamos mais de duas horas para percorrer umas quatro milhas com menos de dois nós de vento. O sul que era esperado não entrou. Havia uma nuvem muito baixa sobre o Canal de São Sebastião, sem nenhuma perspectiva de vento. Ficamos mais de uma hora com zero nó. Enquanto teve vento, estávamos em segundo lugar, atrás apenas do 4Z Phytoervas", disse o comandante Mauro Dottori.

Também diretor de Vela do YCI, Dottori enalteceu a proeza do Kairós. "Eles foram guerreiros, tiveram persistência e mostraram que são bravos. O fato deles ganharem uma regata tão especial como a Volta à Ilha, demonstra que vieram para fortalecer a Classe C30 e a vela em geral. Estão de parabéns, nota dez", enalteceu o comandante do Caballo Loco. O fita azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada, foi o 4Z Phytoervas, com 15h20m15.


Fonte: Redação - Foto: Divulgação

js